sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Tarde com a mamãe

No último domingo o Sr.P ficou com o papai,  a mamãe e o Sr. A passaram a tarde juntos, como nos velhos tempos...E a mamãe escolheu um dos programas favoritos dela: ir ao teatro! A peça que assistimos foi "Branca de Neve e os Sete Anões". A mamãe tinha passado a semana inteira escrevendo um artigo sobre esse conto de fadas, pra apresentar em um evento, aí e peça finalizou o trabalho com chave de ouro! Isso que é unir o útil ao agradável!
Fotos:




Quando chegamos em casa, os amiguinhos do Sr. A estavam brincando lá no pátio e chamaram ele pra brincar. Cinco minutos depois ouvimos o choro dele, havia caído e cortado a boca! Saiu muito sangue, mas depois que a mamãe limpou tudo deu pra ver que foi um cortinho bem pequeno no lábio. Um gelo resolveu tudo, no outro dia estava novinho em folha!
Essa semana foi cansativa pra mamãe, por isso o post está pequeno...
E que venha o final de semana de descanso!
Beijos!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

A pasta de dente do Ben 10

Esses dias o Sr. A fez alguma coisa legal que fez com que a mãe prometesse um presente pra ele. Quando fomos ao mercado, mais tarde, logo ele cobrou: -Mãe, você vai comprar meu presente hoje né? Eu respondi que sim, e contei pro papai que ele iria ganhar alguma coisa naquele dia. Papai, se achando esperto, disse:
-Tá bom, filho. Você pode escolher qualquer coisa desse corredor!
Estávamos no corredor dos detergentes e materiais de limpeza!
Sr. A olha ao redor e faz uma cara de brabo, dizendo:
-Pai, eu não quero nada daqui! Aqui só tem coisas de adulto!
Papai: -Tá bom, então vamos achar outro corredor legal.
Papai engraçadinho leva o Sr.A pro corredor de materiais de higiene...entre os papéis higiênicos e fraldas tinha uma prateleira cheia de shampoos, sabonetes de crianças e pastas de dente, e eu disse pro papai que ali ele ia gostar de alguma coisa, porque, preciso dizer que o Sr. A adora andar perfumado... E não deu outra! As mães conhecem bem seus filhos mesmo...Logo ouvimos um grito:
-A pasta de dente do Ben 10!!!
Ele se agarrou na pasta, e quando conferimos o preço era em torno de oito reais! Oito reais é um pouquinho caro pra uma pasta de dente, não é? Ainda mais se ele já tinha uma inteirinha em casa (dos incríveis) e elas duram um tempão, porque criança usa uma medida do tamanho de um grão de arroz... Mas o papai disse tudo bem, e falou no meu ouvido que ia conseguir fazer ele pegar outra coisa mais barata, rapidinho...
Então o papai levou ele pro corredor dos salgadinhos! Que ele adora! E o papai parou o carrinho lá na frente e perguntou se ele não queria trocar o presente dele por algo daquele corredor (afinal um salgadinho custa 1 real e ainda vem com algum brinquedinho!)...O Sr. A olhou pros salgadinhos com um brilho nos olhos, mas disse "Não, pai, eu já escolhi meu presente", enquanto abraçava com toda força sua pasta nova! Papai faz uma cara de "eu não acredito nisso!", e começa a ficar nervoso...
Então papai decide jogar sujo...e leva ele pro corredor dos chocolates e balas! Mas quando passamos lá o papai nem teve tempo de oferecer nada, pois o espertinho da família já foi falando "Não, não, nada de porcaria, pai! Vamos sair daqui!" Nossa, eu mal podia acreditar no que estava vendo, meu filho negando porcarias! E mandando nós sairmos dali! Eu estava tão confortável ali naquele corredor, com esperanças de sair ganhando algo também! Mas o aprendiz deu uma lição de vida nos mestres!
Moral da história: cuidado com o que você ensina pro seu filho, pois ele irá te cobrar se você mesmo não obedecer as regras!
O papai se deu mal tentando bancar o engraçadinho, e naquele dia percebeu que seu filho é esperto, e é difícil alguém passar a perna nele!



Beijos!

domingo, 18 de outubro de 2009

Situações engraçadas dos últimos dias

Sr. P deitado em nossa cama com o papai, altas horas da noite, papai super cansado em plena sexta-feira...Aí papai tem sua primeira conversa séria com o bebê: "Chega de bagunça, agora é hora de dormir, hora de ficar quietinho".  Sr. P olha pro papai com uma cara de sério, vira o rosto pro outro lado da cama e fica bem quietinho, meditando sobre o assunto...logo em seguida vira pro papai, dá um beliscão no rosto dele, reclama alguma coisa como "Grrr" encosta a mão no peito do papai (procurando alguma coisa lá), olha bem pro rosto dele (como se falasse "você não é a mamãe, por isso não tem mamá"), reclama mais uma vez, vira rosto pro outro lado da cama, fecha os olhinhos e dorme... Simples, né?
...
Sr. A brincando de esconde-esconde com a mamãe...
Mamãe termina de contar e fala: - 8, 9, 10, lá vou eu, quem não se escondeu é meu!
Nisso o Sr. A aparece de trás da porta falando "tcharam"...
Mamãe fala:  -Ei, eu tenho que te achar, você se entregou!
Sr. A responde: - É que eu quero ser teu!
...
Sr. A conversando com a mamãe dentro do carro...
Sr. A: - Mãããe, sabia que eu não tenho filhos ainda? Aquele meu boneco que eu chamo de filho não é de verdade, ele tem algodão dentro dele, e as pessoas não tem algodão, elas são duras.
Mamãe: - Isso mesmo, filho!
Sr. A: - E só os adultos fazem filhos, eu sei disso...
Mamãe: - Aham, e você sabe como os adultos fazem filhos?
Sr. A: - Não! Só as namoradas sabem disso, meu pai me ensinou...Quando a gente é adulto elas nos ensinam...

Hehehe! Essa foi muito inteligente da parte dele...Meu filho sabe raciocinar bem! Nós contamos pra ele toda a história da sementinha na hora de fazer um filho, mas ele sempre insistiu em saber como o papai coloca a sementinha na mamãe, aonde que a sementinha entra, e que hora os papais colocam a sementinha lá porque ele nunca viu...E o papai ensinou ele que o lugar e a hora a namorada dele ia ensinar (opa, esposa!)...
...
Minha amiga Evellyn pergunta pro Sr. A o que é imaginação. Ele responde:
- Imaginação é quando você pensa pensa com o cérebro e fica lembrando de uma coisa, aí você descobre aquela coisa!
Lindinho! Respondeu bem, meu filósofo!
...
Beijos para todos!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Nossa vida noturna

Não é só o Sr. A que apronta aqui em casa não, o Sr. P é bem safadinho...
Enquanto o filho mais velho é super obediente e sempre vai pra cama às 20hs, o bebê da casa fica agitando até a meia noite, todos os dias! Ficamos super cansados, afinal temos que acordar cedo, e nesse tempo da bagunça dele não podemos fazer nada, ler, estudar, olhar filme...Eu estou num dilema, pois preciso fazer meu trabalho final de graduação e não encontro o melhor horário. De dia não tem condições, pois quando não estou na aula estou cuidando da casa e dos meninos, e não consigo sentar no computador e me concentrar pra escrever com os dois pedindo atenção. Então, me resta a madrugada! Mas não sei qual é o melhor horário, se eu fico até às 3hs no outro dia acordo suuuper cansada, mas às 7hs o Sr. A já está de pé, e tenho que levantar com ele pra dar o café da manhã e fazer companhia. E se eu acordar mais cedo pra escrever, tipo às 5hs, algum deles vai acordar com qualquer barulho que aconteça, como foi da última vez, que eu sentei pra ligar o pc e logo o Sr. A estava aqui me dando bom dia...Sem falar que pra acordar às 5hs eu teria que dormir cedo, no máximo às 22hs, mas isso é impossível com o agito do Sr. P! Eu já tentei um dia deixar ele sozinho com o papai pra eu dormir, mas não consegui com tanta bagunça! E fico com pena do papai ter que ficar até tarde sozinho com ele...
Bom, se alguém tiver uma dica, me ajude! O que eu tenho certeza é que preciso me conformar em ter um filho bem agitado...O Sr. A é bem diferente, é a calma em pessoa, sem falar que é super obediente. Agora vou me acostumar a ter um filho elétrico, que gosta da vida noturna!
E enquanto eu me acostumo com isso meu trabalho fica parado... Ai ai...
Beijos!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Sobre como é ter um irmão

Quando chega um filho novo na família, logo surge a preocupação com o primogênito, sobre como ele reagirá, sobre ciúmes e etc. Eu estava realmente muito preocupada com o Sr. A, pois ele sempre recebeu atenção total de toda a família, por ser filho único, único neto e único bisneto...Durante toda a gravidez estava ansiosa, pensando como iria dividir minha atenção e cuidados com os dois.
Eu estava extremamente preocupada, não parava quieta um segundo, perguntava para todas as mães que passaram por esta experiência e elas diziam que havia sido difícil...Muitas vezes eu saía das aulas na faculdade e ia pra biblioteca pesquisar livros de psicologia infantil, e ficava horas lendo sobre o assunto, sobre como eu deveria agir...Esses livros me deixaram ainda mais apreensiva, pois lá dizia que a criança poderia regredir, voltar a agir como bebê, e até o intestino deles podeira deixar de funcionar...Nossa, como eu tinha medo disso tudo!
Na prática, nós tentávamos aqui em casa integrar o Sr. A o máximo possível da gravidez, desde a nossa primeira suspeita contamos pra ele que ele poderia ter um irmão, e após o exame confirmamos a notícia, que foi recebida com muita alegria! Ele realmente estava contente por ter um irmão! Assistia os ultrassons, falava no bebê o tempo todo, aprendeu a trocar fralda no seu boneco, pra ir treinando...Ele participava de cada momento, inclusive quando reformamos seu quarto, para ser o quarto dos dois agora, ele ajudou a lixar e pintar as paredes, escolheu a decoração e pediu que o bercinho ficasse ao lado de sua cama. No natal, exigiu que eu comprasse um presente pra seu irmãozinho também. E assim o tempo foi passando...ele sentia os chutes na barriga, cantava e conversava com o maninho, ia participando muito bem, e sempre com tranquilidade. Quem estava ansiosa era eu!
Chegou o dia marcado para a cezárea, eu quase não havia dormido, passei horas chorando, nervosa, pensando que no outro dia eu teria dois, e sentia que iria abandonar o Sr. A. Fiquei horas abraçada com ele em sua cama, enquanto ele dormia, e antes dele dormir havia feito um discurso enorme, dizendo que mesmo que a mamãe tivesse outro filho eu sempre amaria ele, iria amar os dois agora. Então de manhã ele acordou com muita febre! Ele estava um pouco gripado, mas agora veio a febre alta! Só podia ser psicológico, eu pensava...Liguei pra minha médica, que também é amiga, e ela receitou um antibiótico pra ele. Fui para o hospital super preocupada, mas sabia que ele ia ficar bem, estava tudo combinado: o papai ia assistir o parto, depois ia levar o Sr. A no Mac Donalds pra comemorar o niver do papai,que era nesse dia. Depois o Sr. A ia posar na nossa amiga Mileni, e nos outros dias ia posar nas tias, até eu sair do hospital. E assim aconteceu, tudo certinho. Ele foi medicado, logo melhorou. Assim que deu, papai levou ele pra conhecer o maninho no hospital. Foi um momento inesquecível! Eu chorei muito ao vê-lo, estava com muita saudade e ansiosa pra que ele conhecesse o bebê. Ele já entrou no quarto com um sorriso lindo no rosto, quis pegar o bebê no colo, cheirou, abraçou, conversou com ele...tudo perfeito!
Ao chegar em casa, todos os dias ele ia agindo da mesma forma, super carinhoso, participando de cada momento...e não demonstrava ciúme nenhum...e foi assim até hoje! Parece incrível, mas ele não teve ciúmes, e eu me preocupei tanto à toa! A minha conclusão é que tenho que parar de me preocupar por antecipação, eu devia ter confiado nele, ele sempre foi um menino muito querido e carinhoso, e ele não mudou por ter um maninho. Também percebi que se formos preparando bem eles, deixando eles participarem de tudo, sempre conversando, e tratando eles com muito amor, não haverá problema nenhum. A criança não pode se sentir trocada pelo bebê, deve receber atenção igual. Deve se sentir amada. Os pais não devem mudar sua forma de tratamento com o primogênito, só devem incluir mais um em seu coração. E o final dá tudo certo! E é bom demais ter dois! Coração de mãe e pai é grande mesmo, dá pra dividir com muitos, igualmente! Estamos muito felizes por termos dois, logo eles vão poder jogar bola, e brincar juntos no quarto, deixando a mamãe e o papai descansando um pouco, hehe!
O Sr. A é o primeiro a ir ver o bebê quando ele acorda. Esses dias até fez o bebê dormir enquanto eu lavava a louça, ficou balançando o bebê na cadeirinha e logo ele dormiu!  O Sr. P ri muito quando vê seu irmão, quando ele volta da escolinha é uma festa! E isso é a minha maior alegria, amo minha família mais que tudo nessa vida!! Meus filhos são tesouros, preciosos...dinheiro algum proporciona alegria maior que esta!
Aí vão algumas fotos dos dois juntinhos:

Primeiro contato dos dois:




Beijos para todos!

domingo, 11 de outubro de 2009

Últimas frases engraçadas do Sr. A

Sr. A: - Mãe, quando o meu irmão crescer não quero que ele case e vá morar em outra casa, quero que ele more só comigo quando for adulto!
Eu: - Ih filho, você vai ter que conversar com ele hein, não sei se ele vai aceitar tua proposta não...
...
Dentro do carro, a caminho do mercado, enquanto mamãe e papai conversam:
Sr. A: - Psiuu, fiquem quietinhos porque meu irmão quer dormir!
Alguns minutos depois...
Sr. A: - Psiuu, fiquem quietinhos agora porque eu estou pensando!
Vê se pode??
...
Nós estávamos correndo para casa, fugindo da chuva, enquando o Sr. A diz:
- Mãe, e se cair uma chuva maioooor que a cidade?
Fiquei sem resposta pra essa pergunta...
...
Mamãe limpando o quarto dos meninos, quando abre a cortina encontra um desenho bem grande na parede recém pintada, que estava escondidinho embaixo da cortina...
Mamãe: - Sr. A, que desenho é esse aqui na parede?
Sr. A: - É a nossa família!
Mamãe: - Mas tem três filhos nessa família do desenho, quem é essa menininha?
Sr. A: - É a irmã...
Mamãe: -Mas filho, você não tem irmã! Tem só um irmão!
Sr. A: -Ah é...eu esqueci!
...
PS: Já não bastava o papai ficar querendo ter mais um filho, uma menininha, agora vem o Sr. A pressionar também?? Eles vão ter que esquecer essa história...
Bjos para todos!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

As aventuras do final de semana

O final de semana é muito aguardado aqui em casa, pois é ótimo ficarmos todos juntos, o papai não vai trabalhar, e ficamos dois dias inteiros com ele! A casa vira uma bagunça total, passamos muitas horas na minha cama, todos juntos brincando, conversando, fazendo cócegas uns nos outros, papai lutando de brincadeirinha com o Sr. A, e atirando o Sr. P pro alto... Enfim, coisas simples mas muito boas!
Todos os sábados vamos à igreja, somos Adventistas do sétimo dia. Neste sábado, em especial, as crianças participaram do culto, no momento da criança. Eu contei a história de Pedro e Jesus andando sobre a água, e meus filhos lindos encenaram! O Sr. A era Jesus, e o Sr. P era o discípulo Pedro. Claro que o papai fez quase toda a encenação pelo Sr. P, já que ele não anda e nem ainda fica em pé. Ficou muito legal o nosso trabalho, as crianças da igreja riram bastante! Mais uma vez meus filhos me orgulharam!

Aí vai uma foto da apresentação deles:

















Pra finalizar o final de semana, no domingo fizemos um passeio em um lugar que gostamos muito, com duas amigas da família, a titia Mileni e a Evellyn. Foi uma tarde muito boa, a tia Mileni trouxe os presentes de dia das crianças adiantado, e nos divertimos muito brincando com o jogo que o Sr. A ganhou, que você tem que atirar uns macacos na árvore (é mais difícil do que se imagina!), e nós , os adultos, bagunçávamos mais que o Sr. A, logo tinha um público assistindo nosso jogo... Nós rimos tanto! Eu gosto de me tornar criança por alguns minutos, e me divertir com meus filhos!
Pena que a nossa tarde não terminou muito bem, uma abelha picou o dedo do Sr. A, que chorou muito e tivemos que ir embora logo em seguida. Tadinho, fiquei com pena, eu sei o quanto dói uma picada dessas... Com um colinho e uns beijinhos de mamãe logo ele estava melhor...

Beijos para todos!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Algumas do Sr. A

Cada dia o Sr. A apronta algumas coisas engraçadas, e eu fico rindo sozinha aqui em casa! E até a hora do papai chegar eu já esqueci metade do que ia contar pra ele... Hoje ele acordou cedinho, são 9hs ainda, mas já falou algumas coisas engraçadas, dignas de um post!

Sr. A: - Nossa mãe, o pão que você fez me deixou muito forte! Obrigada por fazer um pão tão bom pra minha saúde, ele até fez meu coração funcionar! Meu coração tá batendo, olha...
...
Sr. A:  - Mãe, o que você vai fazer depois de tomar seu café?
Mãe: - Vou arrumar a casa filho. A mãe tem que deixar tudo arrumado pra ir pra faculdade depois.
Sr. A: - Ah mãe, não precisa arrumar não! Deixa comigo! Eu sei arrumar a casa, eu faço tudo sozinho! Você pode fazer o que quiser, ler, olhar tv, ou "trabalhar" no computador, que eu fico arrumando...  ( Que amor que ele é, não?)
....
Sr. A: - Olha mãe , eu já sei como as borboletas nascem! Elas não saem das barrigas, elas primeiro são aqueles bichos feios que se a gente encosta nos queimam, e depois viram borboletas.
Mãe: - É verdade filho, que legal que você aprendeu isso nesse desenho né?
Sr. A: - Não mãe, eu não aprendi isso no desenho, nem mostraram como que elas nascem no desenho...eu pensei isso sozinho, com meu cérebro. Meu cérebro é muito bom!

Esse é meu filhote! Preciso concordar com ele, seu cérebro é muito bom mesmo! Adoro a companhia dele, está sempre conversando e tirando suas conclusões sobra a vida...

Aí vai uma fotinho do meu pequeno filósofo:




Beijos para todos! Deixem um comentário...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...