sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Chega de brinquedos!

E então comecei a encaixotar as nossas coisas, aos pouquinhos, e decidi começar pelos brinquedos dos meninos, já que estavam todos atulhados num armário, precisando ser organizados de qualquer maneira. Como a vovó e o vovô estavam vindo pra cá e iriam dormir no quarto dos meninos, guardei todos os brinquedos dentro de um armário, assim o quarto teria mais espaço e os meninos poderiam pegar os brinquedos de lá, quando quisessem brincar.

Mas então, sabe o que aconteceu?

Adivinha só... se passou um mês e os meninos nem perguntaram por seus brinquedos!!

É isso mesmo, TODOS os brinquedos continuaram guardados dentro do armário e eles nem sentiram falta. 

E o quê eles fizeram por um mês, se estão de férias em casa? 

Passaram todas as manhãs no parque com a vó, jogaram videogame por duas horas à tarde, andaram de bicicleta e patinete lá fora, e jogaram muito futebol. E só. 

Um mês se passou e eu sutilmente comentei que eles poderiam tirar seus brinquedos do armário na hora que quisessem, e então os dois se perguntaram "os brinquedos???"- como se nunca lembrassem que eles existiam. Fizeram a maior bagunça no armário, mas não brincaram realmente. Continuaram fazendo o que mais amam na vida, que é brincar livres lá fora, e jogar videogame nas horas vagas. 

Agora voltando ao início do post, comecei a encaixotar os brinquedos, já que estavam bagunçados e os meninos não estavam dando bola pra eles mesmo. E aí veio a surpresa: MEUS FILHOS TÊM BRINQUEDOS DEMAIS!!!! 

(Imagens meramente ilustrativas, 
mas que parecem um dé javu)




Como pode esses moleques terem juntado tanto brinquedo em menos de 2 anos de Canadá? Sim, pois viemos do Brasil sem brinquedos nenhum... Então tudo o que eles têm agora foi comprado aqui, e eu jurava que tinha comprado poucos brinquedos pra eles! Mas fui juntando tudo, separando o que eles não usam mais, jogando peças e coisas quebradas no lixo, e o que restou foi uma caixa ENORME e mais duas de tamanho médio. São três caixas só de brinquedos, que eles nem brincam, que fique bem claro!

Eu estou confusa tentando me lembrar porque fui comprar tanto brinquedo, e pensando no que farei a partir de agora. Ou melhor, o que NÃO farei, pois a partir de agora me recuso a comprar brinquedos pros meus filhos!


Fico me perguntando quem é que disse que criança precisa de brinquedos pra ser feliz. Meus filhos não precisam. Precisam de um pátio, um playground, uma bicicleta e talvez um skate ou patinete. Eles amam correr, pular, lutar, gritar, praticar esportes... mas não gostam de sentar e brincar com seus brinquedinhos. 

Como professora tenho aprendido na prática o que as crianças gostam de fazer, e o que precisam fazer pra se desenvolverem bem, e cada vez mais comprovo que quando se trata de brinquedos, menos é mais. Quanto mais brinquedos a criança tiver, menos ela irá brincar efetivamente. A criança fica perdida com a variedade e nem sabe o que fazer com tanta coisa. Se ela tiver poucos brinquedos irá explorar melhor suas opções, e usará mais a imaginação. 




Como mãe insisto em comprar tralhas pros meus filhos, especialmente em datas como aniversários e natal. Mas a partir de agora isso vai mudar, pois não quero agir como uma ignorante, como uma mãe que não sabe das coisas, como uma mãe que não é formada em pedagogia e não entende de crianças. Preciso aplicar meus conhecimentos dentro da minha casa, e o meu bolso irá agradecer. O quarto dos meninos ficará mais organizado com poucos brinquedos, e o dinheiro será investido no que meus filhos realmente gostam. 

Vou proporcionar que meus filhos continuem se exercitando e brincando ao ar livre, como eles gostam, vamos passear mais juntos, como eles amam, vamos desenhar mais, ler mais livros juntos, construir mais cabanas com lençóis e usar a imaginação nos momentos de tédio. Com os muitos brinquedos que eles já têm, vou fazer a rotação e manter sempre brinquedos diferentes ao alcance deles, como falei nesse post aqui




Nas datas comemorativas ao invés de comprar brinquedos desnecessários, vou ser criativa e dar presentes mais úteis para eles. Em Toronto existem muitas atrações de passeios para a família, mas é tudo muito caro, então posso salvar dinheiro dos presentes e fazermos um passeio em família no aniversário dos meninos. No natal podemos celebrar de maneira mais significativa ao invés de focar nos presentes e no consumismo em que tem se baseado essa data. Terei que usar a criatividade, mas já me determinei a não comprar mais brinquedos por um tempo indeterminado!

Em breve virei com idéias de diferentes materiais que as crianças podem brincar, e se vocês tiverem idéias, sugestões e experiências, deixe aqui nos comentários pra mim! Vou adorar saber se seus filhos são como os meus, que nem dão bola pros seus brinquedos, ou se realmente brincam com todos eles.


Abraço, e até mais!




quarta-feira, 13 de agosto de 2014

De mudança para Toronto

Nesse final de semana comecei a encaixotar nossas coisas, pois vem mais uma mudança por aí! Estamos nos mudando pra Toronto, o papai vai começar em um novo trabalho, mais um passo em sua carreira, e agora vamos viver na cidade grande!


Pois é, temos nos mudado MUITO nos últimos anos, como vocês puderam acompanhar nesses 5 anos de blog, mas sempre apoiamos o papai a crescer profissionalmente, e não queremos perder as oportunidades por medo do desconhecido. Até já aprendemos, nós 4, a gostarmos de mudança, sempre vemos o lado bom e a parte chata já soa até divertido para nós. Agora estamos indo para Toronto, onde será um grande centro para o papai poder crescer em sua carreira como programador, e acho que não vamos sair tão cedo de lá.

Bandeira de Ontario, nossa nova província:
Toronto é uma cidade linda!

O Allan e o Pedro, como falei, estão empolgados e vendo apenas o lado bom dessa mudança. Escola nova não parece trazer medo para eles, os meninos estão felizes pensando na casa nova, nas novas opções que teremos de passeio, nos amigos novos que farão, etc. Aliás, o fator mais importante nessa mudança será a igreja, pois em Toronto iremos frequentar a igreja adventista brasileira, que tem bastante criança, e os meninos terão amiguinhos da igreja, e ainda com o "plus" de falarem português! Estamos realmente nos focando nesses lados positivos e nem estamos nos incomodando com a parte negativa que cada mudança carrega. 

Agora estamos dizendo adeus à nossa belíssima ilha, Prince Edward Island, que nos acolheu tão bem em nossa chegada ao Canadá, e como disse a Rita, agora é vida na metrópole! Será que nós, criados no interior no Rio Grande do Sul, vamos nos sair bem na maior cidade do Canadá? Isso é o que vamos descobrir, e vocês vão acompanhar aqui no blog!

Amo chegar em uma cidade nova e desbravá-la, conhecê-la, tudo é novidade e podem ter certeza que faremos muitos passeios e postarei as fotos no blog, pra compartilhar com vocês nossas aventuras em Toronto.

Bandeira de Prince Edward Island:
Mapa da ilha:
Ponte que liga a ilha ao resto do Canadá:
Nossa cidade, a capital da província, Charlottetown:

Espero curtir bem os últimos dias na ilha e me despedir bem, já que não sei se algum dia voltaremos aqui. Ainda vou fazer um post mostrando melhor Prince Edward Island para vocês.

Até breve com mais notícias sobre essa fase de mudança!

PS: Bora marcar um encontrinho de mamães brasileiras/blogueiras em TO?


segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Dois meses depois do jejum dos sucos: como fiquei


Lembram daquele jejum de sucos que fiz no mês de junho? Se você não lembra e não leu esse post, clique no link abaixo:


Só para relembrar, eu fiquei 7 dias sem comer, só tomando sucos naturais de frutas e vegetais. Após assistir ao documentário Fat, Sick & Nearly Dead, me senti incentivada a fazer esse jejum por 7 dias, com a finalidade de desintoxicar meu corpo, purificar o organismo e melhorar minha saúde. E hoje vim aqui contar pra vocês como estou, um mês após o jejum. Vou contar se as mudanças permaneceram, se realmente valeu a pena fazer isso, etc. E já vou adiantar que SIM, valeu muito a pena! E sim, os resultados permaneceram! 

Eu contei pra vocês no vídeo que no final daquela semana eu notei uma diferença muito grande na minha energia. Não estava mais cansada e preguiçosa, estava cheia de energia e bem disposta. Também notei uma diferença grande na minha pele e nos meus cabelos. E ainda o inesperado é que perdi 4kgs naquela semana. E tudo isso permaneceu, um mês depois. 

Ainda estou com mais energia do que estava antes de fazer o jejum, não fico comendo coisas cheias de açúcar pra me dar energia e ânimo ao longo do dia, como fazia antes. Com relação à minha pele e cabelos, continuo notando que eles estão mais bonitos e melhores, mesmo sem ajuda de cremes e outros produtos. Estou realmente boba com esses resultados, dá pra ver que é um cuidado que vem de dentro pra fora. Não adianta usar muitos produtos de beleza e não cuidar do nosso corpo por dentro, a mudança não acontece. 

E agora com relação ao peso, a melhor parte! Eu não fiz esse jejum com a finalidade de perder peso, mesmo que eu soubesse que iria perder peso por estar todo esse tempo com o estômago vazio, eu achava que o peso perdido naquela semana iria voltar imediatamente quando eu voltasse a comer. Mas me enganei!  Eu não recuperei os 4kgs perdidos, continuei com o mesmo peso de quando terminei o jejum! E olha que comi muita gordice nesses últimos dias... Minha sogra trouxe muitas coisas boas do Brasil, comi 2 caixas de bombons (sozinha) e uns dois pacotes de bolacha Trakinas, sem falar no pacote de Nescau que devorei inteiro em duas semanas! Além disso comi fast food umas duas vezes nesse último mês, comi pizza umas duas vezes e muito sorvete e picolés. Que vergonha falar tudo isso aqui, mas é pra vocês saberem que mesmo comendo tudo isso eu não ganhei novamente o peso que perdi no jejum, então isso é porque realmente ouve uma mudança no meu organismo. 

A minha relação com a fome também foi uma mudança radical. Vocês vão achar engraçado, mas é a mais pura verdade! Eu tenho medo de sentir fome, sempre tive! É um pensamento gordo, mas sempre que sinto fome eu fico desesperada e como rápido alguma coisa com medo de ficar fraca, desmaiar, sei lá o quê! Mas depois de ficar uma semana sem comer, de estômago vazio, encarei a fome e consegui lidar com ela. Percebi que ela não é tão terrível assim, e que ela é mais psicológica do que real. É possível controlar a fome, ao invés dela nos controlar, e só descobri isso após essa semana de jejum, e isso fez uma grande diferença na minha vida!

Eu fui muito feliz em fazer esse jejum de 7 dias somente com sucos naturais, o esforço não foi tão grande quanto os resultados. Estou muito satisfeita e com certeza vou criar o hábito de fazer isso de tempos em tempos. Indico a quem tiver interesse que pesquise mais e planeje fazer esse jejum, realmente faz muito bem! Recomendo que assistem ao documentário Fat, Sick & Nearly Dead também.

Beijos!

PS: Escrevi esse post na semana passada e acabei me empolgando e já comecei o meu segundo jejum! Comecei na sexta-feira e estou indo pro meu quarto dia agora. Está sendo muito mais fácil que na primeira vez, não tive as dores de cabeça e a fome que tive nos três primeiros dias, quando fiz o jejum pela primeira vez. Está sendo muito bom, e só agradeço por ter decidido dar esse presente pra mim mesma e pro meu corpo! Na sexta-feira eu termino e se tiver algum resultado diferente da última vez, venho aqui contar pra vocês! Beijos!

domingo, 27 de julho de 2014

Curtindo o primeiro mês do verão 2014 em Prince Edward Island

Senta e pega um lanchinho, porque o post de hoje é gigante! Eu tinha muitas fotos pra postar aqui no blog e fiquei enrolando, então hoje decidi postar todas as fotos dos nossos últimos passeios em um post só, pra não correr o risco de perder esses momentos. Se você me segue no facebook e instagram pode pular o post, pois todas essas fotos já rodaram por lá, só não havia postado aqui no blog ainda!

Curtimos muito o primeiro mês do verão 2014 aqui em Prince Edward Island! Ainda temos mais um mês pra aproveitar, e ainda vamos passear bastante, já que a nossa ilha é linda e tem muito a oferecer nessa época do ano! Confiram as fotos:

Essas fotos ainda são de junho, mas tinham ficado de fora. Vejam que linda a cidade cheia de tulipas:
Em cada esquina, um canteiro de flores:
Linda a catedral com as tulipas coloridas na frente:
Amei essa foto:
Essa parte histórica da cidade é muito bonita:
A cidade fica toda florida no verão:
Raposa preta passeando pelo centro:
Mais tulipas!
A melhor sorveteria:
A prefeitura:
Os quintais também estão floridos:
Azaléias:
Mansão linda na beira do mar:
Prédios coloridinhos:
O porto da cidade...
Porto e as tulipas:
Nesse fim de semana convenci meus três meninos a largarem os eletrônicos e irmos juntos pescar: 
Foi um fim de semana muito bom!
Quem vê a cara do Tiago pensa que ele tava pegando um peixão, mas era só pose! A gente não pescou nada!!
Dia quente, bora pra praia! Amei essa foto dos meus meninos:
Esse foi o primeiro dia que molhamos os pés no mar, que ainda estava gelado. Agora ele está bem quentinho!
Meninos felizes:
Em Avonlea Village, a cidade da Anne of Green Gables, personagem de um livro famoso por aqui:
Pedro conhecendo pintinhos pela primeira vez:
Professora Nádia:
Allan e Tiago andando de perna de pau:
Com as trancinhas ruivas da Anne of Green Gables:
Sala de aula de antigamente:
Passeio de charrete:
Refrigerante típico daqui, com sabor de raspberry:
Show de música country, típico daqui:
Pedro assistindo o show e se lambuzando no pirulito:
Levando a vovó pra passear no porto:
Feira da diversidade cultural no Canada Day:
Assistindo as apresentações culturais de cada país:
Rússia:
China:
Pedro tocando o sino chinês:
Mais um dia quente, 38 graus, e bora curtir a praia:
Amei essa foto:
Amo esse lugar...
Sentados no parque pra esperar os fogos de artifício do Canada Day:
Parque ficando cheio:
Pic Nic dos brasileiros da ilha:
Vovó, Allan e o pôr-do-sol no farol:
Nesse dia fomos colher morangos:
O Allan e o Pedro curtiram bastante colher morangos no pé:
Até o papai curtiu...
O cheiro desse campo de morangos era delicioso!
Depois fomos na galeria de arte da praia:
Essa galeria têm uma vista muito bonita da sacada:
 E tem um jardim bem legal, cheio de esculturas...
Muito legal esse passeio!
Um dos lagos do jardim:
Minha sogra está encantada com as flores da cidade. Em cada esquina tem vasos lindos desses, pendurados:
Fim de tarde no porto, curtindo uma música ao vivo...
E tomando sorvete...
Passeio desse sábado, fomos ver a balsa saindo da ilha. Foi bem legal, e queremos fazer esse passeio de balsa nas minhas férias, em agosto.
Subimos em cima de um farol! Foi muito legal, experiência única...
Pedro e o lobster:
O farol em que subimos:
Farol de brinquedo:
O Allan lá em cima:
Esse é o farol mais antigo aqui da ilha:
Achei ele bem bonito, mas esse lugar foi meio assustador, não tinha ninguém e era numa praia meio deserta...parece cenário de filme de terror!
Meninos brincando no barco...
Tiago odeia tirar fotos, quando tira ele tem que avacalhar!
Pedrinho no seu mundo da lua...
Vilarejo feito de garrafas de vidro...
Dentro da casinha:
Caixinha de correio diferente, amei:

Bem, por enquanto era isso. Vamos ver quais serão os passeios de agosto... Até mais!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...