sexta-feira, 18 de abril de 2014

Hora de atenção pros meus meninos


Fazia tempo que eu não fazia um post estilo mãe coruja, daqueles que transbordam orgulho e amor pelos meninos. Também está na hora de  atualizar a família e amigos sobre o Allan e o Pedro, pois eles já não são mais os mesmos desde que saímos do Brasil, e é bom eu falar mais sobre eles por aqui, afinal é pra isso que serve esse blog!

...

Hoje quando fui colocá-los pra dormir, deitei pra conversar com eles, ou para a "hora da atenção", como diz o Pedro! Primeiro deitei com o Allan, na cama de cima, e antes mesmo de começar a conversar com ele, o caçula manhoso começou a fazer manha na cama debaixo, pois pra ele foi demais ver eu dando a preferência pro irmão ao ir deitar com ele antes. Mas como mãe megera que sou, mandei ele esperar a vez dele, ou se continuasse gritando não teria mais direito a "hora da atenção". Depois de alguns minutos de beiço ele decidiu parar, e pra estragar o pai-grude apareceu pra encher ele de dengo e manter o guri quieto.

Enquanto isso eu abraçava e enchia de amor o meu guri grande. Conversamos e enquanto ele falava eu olhava os seus olhos grandes e lindos e pensava o quanto meu filho é bonito e querido. Que menino de ouro! E ele falava pra mim seus planos pro futuro, como sempre. "Mãe, quando eu crescer vou ser um cientista! Porque eu sei que eu sou bem inteligente, então eu quero usar bastante o meu cérebro e descobrir coisas novas. Não quero ser só um cientista do computador, que nem o pai...quero ser um grande cientista que sabe tudo sobre todas as coisas". Gente, o que eu faço com esse meu filho? Morro de orgulho! Nem acredito que essa criaturinha saiu de dentro de mim! Ele é bom demais pra ser uma pedaço meu. Tem muitos genes do pai nerd dele, só pode!

Antes de fazer a oração com o Allan, enchi ele de beijos e ele disse "eu tô feliz que amanhã é feriado e vamos ficar em casa juntos. Eu amo a minha família! E tu é a menina mais linda desse mundo, mãe". Sou muito sortuda por ser mãe desses meninos e ouvir esse tipo de coisa todos os dias. Eles são incríveis!


Dada a "atenção"do Allan, desci pra cuidar do meu pequeno,  que tava todo dengosinho ainda fazendo beiço pra mim. Fiz coceguinhas nele e abracei muito, e logo ele começou a rir e fazer folia. Como é bom cheirar o cabelinho dele, tem o mesmo cheiro do pai! Ele perguntou mil vezes quantos dias faltava para a páscoa, misturando inglês com português, como sempre, e contando nos dedinhos. Ele não fala a palavra páscoa, ele pergunta quantos dias falta pro "hop bunny day". E depois de eu explicar pra ele que a páscoa seria no domingo, ele perguntou, para checar: "então antes de amanhã já vai ser o dia, mãe?"todo atrapalhadinho com o português, confundindo "antes" com "depois". 

Eu acho graça dele falando tudo misturado e dos errinhos dele, no início eu me preocupava, mas já aceitei que é assim que funciona a cabecinha bilíngue dele, então não corrijo e não pressiono, pois o Pedro não "funciona" abaixo de pressão. Conversamos bastante e trocamos carinho...Eu sou chiclete e dou uns 15 beijos por minuto! E uma das nossas conversas foi assim...

- Como é o nome daquele lugar que parece um triangle e tem umas pedras de areia dentlo, mãe? 

- Não sei, filho! Que lugar é esse?

- Aquele lugar assim mãe, que parece um triangle bem grande e feito de pedra de areia...que dá pra nós entrar dentlo!

- As pirâmides? Pirâmides do Egito?

- Isso, esse mesmo! Eu quero ir nesse lugar, mãe! Tem esse lugar aqui no Canadá? Eu quero ir lá!

- Ihh filho, esse lugar fica bem longe! Eu também queria ir lá, desde criança...mas é bem caro, porque é longe. Se um dia nós tiver bastante dinheiro a gente vai, tá? Aonde você ouviu falar nesse lugar?

- Não sei...Mas eu quero ir lá. O que tem dentlo desse lugar, mãe?

- Tem coisas de múmias...e tem tesouros...

- E os espiões vão lá pra roubar os tesouros? Eu quero ir lá!

Me perdi no resto da conversa, pensando em como o Pedro vê o mundo de uma forma diferente da maioria de nós. Em 5 anos de vida já se mudou 5 vezes. Foram 4 cidades e  5 casas diferentes. Já frequentou 5 escolas e hoje fala fluentemente 2 línguas. Sem falar que viajamos muito com ele, enquanto estávamos no Brasil. O mundo é grande para o Pedro! E acho que ele tira proveito disso tudo. Percebo isso com esse pedido de ir para o Egito! Ele tem um mapa mundi colado na parede ao lado da sua cama, e toda noite vê os países antes de dormir, e precisa sempre saber onde está o Brasil e em que parte está a nossa família. E eu me questiono o que é o Brasil, para o Pedro? Que visão ele tem de Brasil, o que ele lembra daí, se veio pra cá com 3 anos... Tenho medo que ele vire mais canadense do que brasileiro, tenho medo dele crescer e não conhecer o Brasil que nós conhecemos.

E por falar em países, vejam que gosto apurado os meninos têm. O Allan sonha em conhecer o Japão, pois ele ama ninjas, karatê e as artes marciais em geral. Ontem ele me disse que  se  pudesse escolher entre ir para a Disney ou pro Japão, ele escolheria ir pro Japão, pra poder ver onde as pessoas aprendem karatê de verdade, e onde nascem os ninjas. Achei curiosa essa colocação dele, e é bom eu trabalhar muito pra poder fazer essas viagens culturais com os meus filhos! Bom gosto eles têm!

Fiz oração e dei boa noite pro meu gurizinho, e ele falou "i love you, mama". Do Pedro eu não ouço "eu te amo", essa demonstração de afeto vem em inglês... Ah, e depois ele pediu: "deixa a luz da cozinha acesa, pois eu sou afraid of dark". 

Apaguei as luzes e fui para o meu quarto pensando no quanto meus filhos são incríveis e queridos...tenho muito orgulho deles, são crianças muito boazinhas. É fácil ser mãe deles, pois eles não me dão muito trabalho, pelo contrário, só me dão satisfação. Dizem por aí que filhos meninos ficam muito apegados à mãe, e eu não imagino apego maior ao que eles têm comigo. Posso estar longe da família do Brasil, e tenho uma vida muito corrida por aqui, mas nunca posso reclamar de me sentir sozinha, pois eles preenchem a minha vida com amor e carinho todos os dias.


Allan e Pedro, mamãe ama vocês demais!
Querido Deus, obrigada por me dar esses presentes!
Tiago, a gente caprichou...vamos fazer mais uns dois desses?
Leitores, eu sou coruja e melosa, mas tudo o que escrevi aqui é verdade, não é exagero de mãe!
Beijos!


domingo, 13 de abril de 2014

O Canadá é melhor que o Brasil?

Tenho recebido emails diários de leitores que estão planejando vir para o Canadá e me pedem dicas. Quero me dedicar mais a essa área do blog e fazer mais posts sobre o Canadá, pois sei o quanto isso ajuda quem está vindo pra cá. 

Vou começar com um post hoje que me deu vontade de escrever...é mais um desabafo de quem está aqui no seu segundo ano. Não sei se vai ajudar alguém ou se vai trazer alguma informação útil, mas vou expressar a minha forma de ver essa mudança.

Antes de mudarmos pro Canadá ficamos pesquisando e comparando para verificar se a mudança realmente vale a pena. E quando chegamos aqui a família e amigos ficam analisando as diferenças e tentando avaliar se valeu a pena sairmos de perto deles pra estarmos aqui. Uma pergunta bem clara baseia tudo isso, mas a gente não gosta de falar em voz alta:

O Canadá é melhor que o Brasil?



É isso o que todos realmente querem saber. "Vale a pena fazer essa mudança? Valeu a pena vocês estarem aí"? Ninguém faz essa pergunta abertamente, mas nós percebemos ela. Então hoje eu resolvi respondê-la, sob o meu ponto de vista, sob o meu olhar. Por mais difícil que seja para nós brasileiros assumirmos isso (principalmente para quem não está aqui), a verdade é que SIM, o Canadá é melhor que o Brasil. Mas antes que você fique chateado comigo por escrever isso, leia o post até o fim!

1- A segurança no Canadá é melhor

A polícia aqui realmente funciona, você se sente seguro, e só por isso já vale a pena a mudança. O que não quer dizer que nada ruim poderá acontecer aqui, eu nunca fui assaltada no Brasil, mas talvez algo poderá acontecer aqui um dia.... O mundo inteiro está violento, não tem como se sentir 100% seguro em lugar algum! Mas é só abrir os jornais pra fazer a comparação. Vejam as notícias dos jornais da minha cidade aqui, e da cidade em que eu morava no Brasil.

Jornal da minha cidade atual:

Notícias sobre Hockey na capa, um acidente de carro ali na lateral, e esse acidente pior na próxima página, onde a menina foi atingida no olho por um disco durante um jogo de hockey:


Jornal da minha antiga cidade, no Brasil:

Hoje está um dia calmo por lá, se não fosse por isso:
Na página da polícia as notícias vão sendo atualizadas a cada minuto:


OBS: A cidade em que eu morava no Brasil é uma cidade relativamente pequena, do interior, onde a violência ainda não está tão grande como nas capitais.

Repetindo, isso não quer dizer que nada ruim irá acontecer conosco aqui. Seguidamente vemos aquelas notícias horríveis de pessoas armadas que invadem escolas e cinemas em cidades calmas dos EUA, então não estamos livres da violência não importa o lugar em que vivemos. Mas mesmo assim é muito bom poder andar livremente nas ruas até mesmo à noite e se sentir seguro. 

2- A educação no Canadá é melhor

E esse fator  conta bastante pra nós, pois a educação dos nossos filhos é o mais importante, e se temos a oportunidade de oferecer uma educação melhor pra eles, isso já conta muitos pontos na hora de avaliar a mudança.

É só olhar o ranking mundial de educação pra comprovar:


O Canadá vem na posição 13, ganhando de países como Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, etc. Enquanto o Brasil está na posição 58:



Além disso podemos notar a educação das pessoas no dia-a-dia por aqui, nas conversas, na forma em que nos tratam e inclusive no trânsito, onde todas as regras são obedecidas. Você, pedestre, pode atravessar as ruas sem medo de ser atropelado. E você, motorista, pode dirigir tranquilo sem medo de ser cortado por mal educados, ou de ser insultado pelos motoristas ao lado.

3- O salário no Canadá é maior

A não ser que você seja dono do seu próprio negócio no Brasil, a maioria das profissões são mais bem remuneradas por aqui. Se você é dentista e quer vir pro Canadá, se prepare pra ficar rico (depois de muito trabalho duro, é claro!). Na área do meu marido (Software Development) e na minha (professora) não tem nem comparação, e isso conta muito na hora de avaliar a mudança. Se de vez em quando passa na nossa cabeça voltar para o Brasil, é só pensarmos no nosso salário que já mudamos de idéia rapidinho.

Mas como já falei nesse post aqui, não adianta ficar empolgado com o salário daqui sem avaliar que o custo de vida fica mais caro!

4- Qualidade de vida no Canadá é melhor

Além da segurança, salários bons, educação, temos uma qualidade de vida melhor por aqui. Você pode morar numa casa dos sonhos, num bairro calmo como vemos nos filmes, pelo mesmo preço que você paga no Brasil, pra ter uma qualidade inferior.

Aqui você tem muitos parques para passear nos fins de semana, você vive cercado de natureza, as coisas aqui são bem cuidadas e limpas. A maioria dos parques no Brasil são mau cuidados e perigosos, aliás a maioria dos espaços públicos no Brasil são assim. O vandalismo percorre qualquer espaço público no Brasil, o que não acontece aqui. 

Coisas simples como bibliotecas, teatros, apresentações musicais, etc., são de difícil acesso no Brasil, para as classes mais pobres. As bibliotecas públicas são sempre precárias, se você quer ter acesso aos melhores livros, precisa ter dinheiro pra comprar. Aqui no Canadá as bibliotecas públicas são realmente muito boas, o que significa que você não precisa gastar dinheiro para ter acesso aos melhores livros. Aqui parece que a cultura é para todos, não só para os que podem bancar.

5- A saúde no Canadá é melhor

Eu não tenho conhecimento sobre esse assunto, mas sei que a saúde no Canadá é modelo para o mundo todo. Eu só tive uma experiência com os hospitais daqui e não gostei nenhum pouco, pois o Pedro estava com o braço quebrado e eu só fui atendida no dia seguinte. Mas essa minha experiência não conta, pois os fatos mostram que aqui no Canadá você não bota a mão no bolso pra ter acesso a uma saúde de primeiro mundo.

Para saber um pouco mais sobre o assunto, leia esse texto aqui, e assista esse vídeo aqui.

...


Bem, só por essas questões mais básicas já dá pra perceber que o Canadá realmente é melhor. O Canadá é um país maravilhoso e você sente a diferença estando aqui dentro. Fazendo essa mudança de país você só tem a ganhar, por mais que você fique comparando e querendo achar defeitos!

Mas agora entra o lado B, o meu lado pessoal nessa comparação...

Não existe lugar melhor no mundo do que a nossa terra!
Nenhum país perfeitinho vai superar o Brasil, no coração de um brasileiro.

O Canadá é um país melhor sim, mas Brasil é perfeito para mim.

Todos os dias desde que botei os meus pés aqui, eu sinto saudades. Não existe nada igual o povo brasileiro! A nossa cultura, a nossa gente, a nossa língua, a nossa terra.

Morro de saudades da família, dos amigos, e por mais que eu tenha mudado pra um país melhor, isso nunca supera a presença deles.

Aqui temos mais segurança, salários melhores, mas se um dia cogitarmos largar tudo isso pra voltar pro Brasil, eu largo sem pesar! Pois nada aqui cobre o valor da família e da amizade verdadeira.

Eu morro de saudades de estar sempre junto das pessoas que eu amo, da comida, do clima, dos feriados, do jeitinho brasileiro, da nossa cultura...

Não tem como expressar isso que sentimos quando estamos aqui.

O Canadá é melhor? É!
Mas o Brasil é bom demais!!!

Só quando saímos damos valor às pequenas coisas da nossa terra natal.

E no meu segundo ano aqui, eu mal posso esperar pelas férias e poder pisar novamente no solo brasileiro! Não tem um dia que passe sem que eu sinta saudades. 

Um vez o meu marido contou sobre um conhecido que morou por anos nos EUA, e decidiu voltar pro Brasil. Quando voltou as pessoas questionavam o motivo da mudança, e ele respondia:

Lá é tudo bom...mas é ruim!
No Brasil é tudo ruim...mas é bom!

E é bem assim que eu vejo essa mudança. É difícil expressar em palavras...mas a simples afirmação acima revela tudo.



domingo, 6 de abril de 2014

Dicas pra lidar com o stress


Eu não sei se vocês percebem, mas eu sou muito estressada! Sou exigente com tudo, e me frustro demais quando as coisas não vão como o planejado. Levo a vida muito à sério, como meu marido vive dizendo, e preciso aprender a relaxar e ter mais senso de humor perante as situações.

Mas como relaxar? Como aprender a deixar os aborrecimentos de lado e saber descansar no fim do dia? Estou tendo problemas com isso, sou muito tensa e não pego no sono facilmente...quando deito sinto meu corpo todo tenso, é difícil relaxar...

Pesquisei na internet e encontrei umas dicas. Então elaborei essa lista que pretendo colocar em prática daqui pra frente:

Tomar um banho

Nada relaxa mais que um banho quente! Eu sempre tomo banho de manhã, pois é meu ritual antes de sair de casa. Mas estou cogitando criar o hábito de tomar mais um banho quando chego em casa. No verão eu sempre tomo mais um banho, pois no trabalho sempre passamos o dia todo no pátio com as crianças, suamos com o sol, e eu fico de chinelo e sempre fico com os pés sujos, então não tem como não tomar um banho extra no fim do dia...mas acho que vou ter que fazer isso mesmo no inverno pra relaxar na água quente.



Fazer um alongamento

Eu amo alongar, mas geralmente só lembro disso quando pratico exercícios. Mas um bom alongamento ajuda a relaxar e descansar melhor. Quando o corpo está tenso, é só dedicar uns 10 minutinhos pra alongar bem o pescoço, os ombros, os braços, as costas, as pernas e pés, que logo o corpo fica molinho, molinho! É só criarmos o hábito de alongar o corpo quando chegamos em casa cansados para automaticamente ficarmos mais relaxados.

Dicas de alongamento:


Ouvir uma música calma

Pelo menos pra mim, isso é tiro e queda! Eu amo colocar músicas relaxantes no Youtube, escrevo lá "músicas relaxantes" e aparece uma lista enorme de músicas zen, com sons de natureza, ou músicas só com piano. Eu relaxo em 5 minutos!
Às vezes quando queremos tirar uma soneca no sábado à tarde, fechamos a persiana e colocamos sons de chuva ou cachoeira...é sono na hora!

Música bem calminha:

Músicas em versão Bossa Nova também me acalmam:


Sentir um cheiro gostoso

Parece algo pequeno, mas chegar em casa e sentir um aroma agradável, marcante, já faz a mente relaxar ao perceber que chegamos em nossa casa. Eu gosto de ter velas em casa, pra dar um cheirinho bom no fim do dia, mas o meu cheiro preferido é cheirinho de limpeza. Gosto de abrir a porta e sentir o cheiro de casa limpa, com o sabão que uso nas roupas, e com os produtos que uso pra limpar a casa. Quando abro a porta e sinto o cheirinho de casa limpa, já dou uma relaxada. Casa suja e bagunçada me estressa profundamente, após chegar cansada do trabalho.

Olhar pro horizonte

Aprendi isso há alguns anos atrás quando estava pesquisando dicas pro meu marido, que trabalha o dia inteiro no computador. A melhor coisa pra qualquer tipo de trabalho que exige atenção e concentração (tipo o meu, onde fico atenta de olho nas crianças 100% do tempo!), é fazer uma pausa de uns 3 minutos a cada hora, tirar os olhos do seu foco, e olhar pro horizonte... tipo olhar pra uma janela e tentar olhar lá no fundo, no ponto mais longe que seus olhos puderem avistar. Ou olhar para o céu... Isso ajuda a descansar os olhos, que ficam muito focados nas coisas que temos por perto. É bom fazer essa pausa e olhar para longe, pra dar uma relaxada.




Cantar

Quem canta seus males espanta! Não importa o seu humor, se você começar a cantar, o stress vai embora! O problema é que eu só lembro de cantar quando estou relaxada, geralmente nos fins de semana quando estou cozinhando com calma, eu ligo o som e canto pra valer!

Cantar pra mim tem um aspecto espiritual e religioso bem forte, pois quando canto músicas para Deus, estou louvando e adorando a Ele.  Louvando lembro o quanto Ele é grandioso e bondoso, e então o foco não está mais em mim e no meu mundinho cheio de problemas pequenos.




Conversar com alguém que você gosta

Vi essa dica na internet e faz muito sentido! Quando você conversa com um amigo muito querido, ou com a sua família, automaticamente os problemas parecem mais leves, pois você compartilhou com alguém que te entende, e só de ouvir a voz da pessoa querida, o nosso corpo já dá uma relaxada. O texto em que li a dica falava que o hábito de falar ao telefone todos os dias com alguém da nossa família, ou com nossos amigos mais chegados, ajuda a relaxar.

Eu particularmente odeio falar no telefone, e durante a semana não encontro tempo, pois quando começo a falar eu falo por 1 hora no mínimo, e prefiro deixar as ligações pelo skype com a família nos fins de semana. Mas agora aprendi a usar o Whatsapp pra estar mais pertinho dessas pessoas queridas, e notei que quando vou conversando com minha irmã e minhas amigas ao longo do dia, mesmo que por mensagem, eu deixo um pouco meus problemas de lado e lembro que tenho pessoas muito queridas ao meu redor, que se importam comigo!




Praticar seus hobbies, coisas que você gosta

Os hobbies existem por um motivo, geralmente são coisas que nos dão prazer, e isso é ótimo pra acalmar e aliviar a tensão. Comigo é difícil fazer isso na prática, pois quando estou cansada e estressada o que menos quero é "perder tempo"com meus hobbies. Me falta tempo nas 24 horas do dia, e dedicar tempo pra um mero hobbie não parecia importante pra mim...

Mas esse pensamento está mudando, pois percebo o quanto me faz bem, o quando sinto prazer em fazer certas coisas, como escrever, fazer artesanatos e coisinhas craft e até mesmo limpar e organizar a casa. Tá, esse último ítem parece difícil de acreditar, mas hoje em dia percebo que enquanto estou limpando ou organizando a casa, eu me sinto bem, me sinto calma. E o prazer que vem depois de ver a casa limpa é infinitamente maior que a minha preguiça antes de fazer essas coisas. Quando parei pra realizar que o benefício era maior que o trabalho em si, tenho mantido minha casa mais limpa e arrumada, e vejo isso como um presente pra mim, e não como uma obrigação.


Vou seguir esses passos para ter uma semana menos estressante e mais relaxada. E vocês, como fazem pra lidar com o stress? Espero que as dicas possam ajudá-los também.
Uma boa semana para todos nós!
Beijos.


sábado, 5 de abril de 2014

Entrevista de aniversário- Pedro 5 anos

Essa é a primeira entrevista de aniversário com o Pedro, a partir de agora vou fazer todos os anos com ele também, pois me diverti muito entrevistando ele!
Gente, tem uma pergunta lá embaixo que é pra rolar de rir. vocês vão ver!

PS: Voces vão ver que as respostas são metade português e metade inglês, porque é assim que ele tem falado ultimamente!





Cor preferida: Azul;

Time: Time de basketball (ele não sabe o nome de nenhum, mas ama basquete!);

Estação preferida: Verão;

Comida preferida: Banana e barra de cereal;

Bebida preferida: Água;

Brinquedos preferidos: O Buzz Lightyear, o Batman, Captain America Shield (escudo do Capitão América);

Brincadeiras preferidas: De build casas (construir casas);

Passeio preferido: Ir no Mac Donalds;

Música preferida: Ho ho ho Go Santa Go (música de natal que ele canta todo santo dia!);

Amigos preferidos: Rayiath e Jason (colegas dele, que por acaso são imigrantes também...o Rayiath veio da India e o Jason veio da China, e o Pedro se dá super bem com eles, e vive se gabando pros colegas canadenses que eles sabem falar 2 línguas!);

Programa de tv preferido: Pokemon;

O que você mais gosta de fazer com a mamãe: Quando tu me ensina a desenhar. Desenhar e recortar;

Carro que mais gosta: O nosso carro novo;

Filmes preferidos: Shark Boy and Lava Girl;

Animal preferido: Macaco e shark (tubarão);

Planeta preferido: Esse.

Você tem medo de quê? Eu sou afraid of dark (eu tenho medo do escuro);

Quando você for adulto, o que vai fazer? Não ter uma namorada, sempre ter tu (apontando pra mim, HAHAHAHA!!!!);

Qual vai ser sua profissão? Fazer jogos;

O que você não gosta que os adultos façam? Não gosto que apaguem a luz quando ainda tô fazendo xixi;

O que você gosta que os adultos façam com você? Fazem jogos pra eu jogar;




Que coisa fofa essa entrevista, né?
Ao mesmo tempo que fico triste ao ver que não tenho mais bebê nessa casa, fico feliz de ver meu pequeno crescendo e sendo esse menino querido e feliz.
Beijos!




terça-feira, 1 de abril de 2014

Entrevista de 9 anos com o Allan

Nesse ano o blog está completando 5 anos de existência, e ainda tem algumas coisas que eu fazia no início, lá no primeiro ano, que eu gosto de continuar mantendo, como uma tradição. O que é o caso das Cenas do Cotidiano, posts onde gosto de postar as fotos do nosso dia-a-dia (naquela época eu não tinha instagram!), e outra coisa que quero manter são as entrevistas de aniversário, com os meninos. Eu fiz uma entrevista com o Allan quando ele tinha 5 e 6 anos, e acabei esquecendo de fazer por um tempo, mas hoje voltei aqui pra postar a entrevista na versão 9 anos.
Essa entrevista é muito boa pra nos ajudar a lembrar o que nossos meninos mais gostavam na época, no futuro será ótimo relembrar esses aspectos da vida dele. Eu gosto de comparar as entrevistas a cada ano e ver as mudanças e as coisas que se mantêm. 

Entrevista do Allan 2014:


Cor preferida: preto;

Time: Lakers (basketball);

Estação preferida: verão;

Comida preferida: panqueca de carne, pastel de carne, arroz e feijão com bife;

Bebida preferida: coca;

Brinquedos preferidos: 3DS, Xbox, computer;

Brincadeiras preferidas: de espião e ninja;

Passeio preferido: ir em lojas de brinquedos pra comprar brinquedos;

Música preferida: músicas do Austin Moon (Ross Lynch);

Amigos preferidos: meu irmão;

Programa de tv preferido: filme Pokemon;

O que você mais gosta de fazer com a mãe: deitar na cama e falar com ela sobre a minha vida e sobre o futuro que vai vir;

(Pausa para um "Oinn, que fofo!!!")

Carro que mais gosta: Camaro;

Filmes preferidos: Pokemon Movie;

Animal preferido: águia;

Planeta preferido: Terra;

Você tem medo de quê? de a minha família morrer;

Quando você for adulto, o que vai fazer? trabalhar no Pokemon Company fazendo jogos de pokemon;

Qual vai ser sua profissão? programador no Pokemon Company;

O que você não gosta que os adultos façam? quando dizem que é hora de dormir. Quando dizem que não posso jogar um eletrônico agora;

O que você gosta que os adultos façam com você? deixam eu ir shopping pra comprar brinquedos e ver um filme, comer num lugar que eu goste, e quando me dão dinheiro;

(Mas credo, nem quer nada, né? Tá ficando muito exigente depois de grande!)



Me diverti entrevistando ele, e amei comparar as mudanças com os anos anteriores!

Para acessar a entrevista de 5 anos, clique aqui.
E para conferir a entrevista de 6 anos, clique aqui.



quarta-feira, 26 de março de 2014

Cenas do Cotidiano- Março

Mais fotos das nossas cenas do cotidiano! Quem nos segue lá no Instagram vai achar essas fotos repetitivas, então pule o post!

Lanchinho da tarde pros meninos:
Finalmente estão numa fase em que amam comer frutas!
Começou a temporada das tulipas:
Meninos abrindo os presentinhos que ganharam dos amigos no Valentine's Day:
No cinema assistindo Lego Movie:
Todo metido com o óculos:
Chegaram do cinema e foram brincar de lego:
Num domingo desses me revoltei e decidi sair de casa pra fazer uma caminhada ao ar livre. Não aguentava mais ficar trancada em casa. Meu corpo precisa de um ar puro, de um contato com a natureza. As condições não estavam boas, muita neve e chão escorregadio, mas valeu a pena. Me senti bem melhor depois da caminhada:

Paisagem melancólica do inverno:
Casinha aconchegante:
Lago congelado:
Amo ficar olhando as casas dos vizinhos, são todas bonitas:
Indo no playground fechado pra gastar um pouco das energias, já que não dá pra ir na pracinha:
Pedro brincando na neve com os coleguinhas:
Tiago tocando no pôr-do-sol da sexta-feira:
Arrumada pra ir pra igreja:
Mais flores pra alegrar a casa:
Mesa arrumada para um almoço tranquilo de sábado:
Pronta pra passear no parque:
Caminhadinha no parque. Ainda vai demorar muito pra essa água descongelar!
Carinha de safado!
E eu aguento a safadeza desse guri??
Pedro folgado caminhou uns 30 minutos e já pediu colo. 
Eu e o Tiago dissemos que não daríamos colo, então o irmão bondoso deu uma ajudinha:
Bem folgado esse Pedro!
Caminhando e reclamando que estava cansado:
Aniversário do Allan. Nesse ano não fizemos festa, pois estamos economizando pra ir pro Brasil. Então só teve um bolinho simples e deixamos eles escolherem seus presentes no shopping.
Comendo fora...faz meses que só saímos de casa pra comprar ou pra comer, não dá pra fazer mais nada além disso! Acaba logo inverno sem fim!!!
Cookies quentinhos saindo do forno:
Brincando de balão:
No teatro da Vila Sésamo:
Pedro fazendo um auto-retrato no espelho, com caneta especial para vidro:
Também desenhou o Pikachu:
Todo feliz brincando de massinha:
Reunião de pais na escola do Allan:
Ele é sempre o primeiro da chamada:
Aproveitei pra fotografar um pouco os trabalhinhos que estavam no corredor da escola. Sabe como é professora né, tá sempre querendo ver as idéias de atividades. Esse trabalho era sobre bonecos pelo mundo. A turma criou uns bonecos e os alunos que viajavam levavam os bonecos pra passear, tirar fotos e contar um pouco a história do lugar em que foram. Aqui no Canadá tem muitos imigrantes, então é comum as crianças irem pra outros países visitar a família.
Os bonecos viajaram por uns 12 países e depois voltaram pra escola, mostrando curiosidades sobre cada país:
Trabalhinho de artes inspirado em um livro. Bonecos assoprando bolas de chiclete em 3D (e os chicletes eram bolas de isopor):
Trabalhinhos lindos, eles valorizam muito a arte. Tudo feito com muito capricho e sem pressa:
A sala de aula ao lado é bem diferente da do Allan, é toda decorada estilo oriental. Acho que o professor deve ser chinês ou eles estão fazendo algum projeto nesse tema:
Pedro cansado no mercado, atirado dentro do carrinho:
Pegadinha que o Allan aprontou pro pai dele:
Tiago abriu seu iogurte no café da manhã, e encontrou lá dentro um recadinho escrito "te peguei":
Brincando na pracinha com gelo e tudo mais:
Neve, muita neve!
Montanhas de neve!
Quando a gente começa a ver grama no chão e vem aquela esperança de que a primavera está chegando, vem mais tempestades de neve e deixa tudo branco novamente...
Bolinhos de chuva:
O bravo é estacionar o carro com toda a geleira...Temos que nos virar como dá:
Vejo um avião no céu e morro de vontade de pegar um rumo ao Brasil...a saudade é grande.
Mais uma caminhadinha pra não pirar dentro de casa:
Mousse de maracujá. Comer é o que dá pra fazer nesse inverno.
Pedro escrevendo os nomes de toda a família, e claro, de sua "amiguinha"Livia também:
Plantas congeladas. Tenho a impressão de que nos mudamos pro Pólo Norte.
Bagunça na sala:
Tudo é branco lá fora:
Nesse dia nosso carro ficou grudado no gelo, no chão, e o Tiago teve que pegar um táxi pra ir pro trabalho. Com muito esforço eu conseguir desentalar o carro no fim do dia, pra ir buscá-lo.
Olha o tamanho do icicle (gelo derretido) que o Allan encontrou na nossa sacada:
Mais tulipas cor de rosa, minhas preferidas!
Meu gatão me buscando pro almoço:
Meninos desenhando:
O tigre que o Allan fez:
Todo concentrado:
Pedro fazendo uma pintura com cotonetes, na escola:
Comidinha brasileira que o marido pediu no dia do seu aniversário: arroz, feijão, batata frita caseira e carne de panela:
Tão bom poder comer com tranquilidade nos fins de semana:
Bolo de aniversário do Pedro:
Nesse fim de semana apareceu bastante grama lá fora!
A geleira começou a derreter, e eu fiquei tão feliz!
Mas ainda tem muitas montanhas de neve pra derreterem...olha a situação do parquinho:
Allan tentando brincar no balanço:
Allan fez um desenho no gelo derretido:
Pedrinho escolhendo seus presentes de aniversário:
Presentes escolhidos:
Ele pegou uma casa do Batman, um escudo do Capitão América que atira dardos, um boneco do Thor e um óculos de espião que filma e tira fotos:

Hoje estamos passando pela pior nevasca dos últimos 10 anos no Canadá. Vai cair em torno de 1 metro de neve entre hoje e amanhã, e os ventos pode chegar a 140km/h, o que eles classificam como um  furacão de nível 1. 

Logo na primeira semana de primavera, e última semana de março, quando deveríamos estar em um clima ameno, e vendo os primeiros sinais da primavera, aparece isso! Esse inverno parece que não vai acabar nunca. Tá chato.

Detalhe: sábado está prevista outra nevasca, com mais 45 centímetros de neve!

Não sei como vamos sair de casa com tanta neve...não sei quanto tempo vai demorar pra derreter toda essa geleira...vamos entrar no verão com montanhas de neve pelas ruas!

Hoje e amanhã estaremos trancados em casa, provavelmente sem luz e sem água. Nos preparamos e fiz um estoque de comida, água, lanternas, pilhas e tudo o que pode ser necessário. 

Fizemos um vídeo dos primeiros momentos da nevasca:


Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...